17/02/2009

37:DENTISTA por jPinto


Senhor Dr.,
chamo-me Mário Dias e tenho bastantes problemas fruto da placa bacteriana que na minha boca se formou.
De facto, tenho cáries em muitos dentes e deixei a situação alastrar-se por ter muito medo de me sentar numa cadeira de dentista.
Por ter esta fobia e antes de me dirigir ao seu consultório decidi ter uma conversa com a psicóloga da família, para que me informasse como deveria eu proceder para atenuar estes meus receios.
A situação é insuportável, mal consigo falar com as dores e também por isso lhe remeto este e-mail ao invés de telefonar ou ter o trabalho de me deslocar ai em vão.
A psicóloga (que mais do que psicóloga é uma amiga de longa data) disse para falar com o Sr. Dr. para saber se seria possível ouvir algo que me acalmasse durante a intervenção bocal que em mim irá realizar.
Diz ela que o medo não desaparece mas se eu puder estar a ouvir a minha querida terceira sinfonia de johannes brahms a situação poderá ser mais fácil para mim.
Por isso gostava de saber se tal é possível e se necessito de ser eu a levar a aparelhagem e o cd.
Também levarei uma almofadinha anti-stress mas para tal penso que não tenho de pedir autorização.
Aguardo resposta em breve para que me possa dirigir ai rapidamente,
Mário Dias.
P.S. Se pretender falar com a psicóloga, ela me acompanhará á consulta para qualquer esclarecimento que entenda ser necessário.

Exmo. Sr. Mário Dias
Teremos o maior prazer em possibilitar-lhe uma consulta com a sua música de eleição, pois tal será um meio útil para que o procedimento clínico possa decorrer no máximo de calma e lhe permita permanecer relaxado.
Hoje em dia todos os procedimentos dentários decorrem com o mínimo de preocupações para o paciente pois as técnicas anestésicas evoluíram consideravelmente. Ficará surpreendido com a simplicidade dos procedimentos.
Só terá de trazer o seu CD e este será tocado durante a consulta.
Pode também trazer a sua almofada e utiliza-la caso esta não interfira como correcto funcionamento da cadeira dentária.
A sua psicóloga também poderá acompanha-lo.
Queremos que a sua consulta decorra no máximo de conforto e lhe permita resolver todos os problemas que o afligem.
Poderá marcar uma consulta através do nº 22xxxxxxx.
Com os maiores cumprimentos
Clínicas Pereira

Boa tarde Sr. Doutor,
agradeço desde já a amabilidade de me ter respondido cedendo à minha pretensão de forma a eu superar toda a dor que se avizinha.
Tenho apenas duas ou três questões a colocar, antes de agendar a consulta.
Como calcula é mais fácil para mim abordar estes temas por escrito.
A Psicóloga a primeira coisa que sugeriu (e que eu achei ser difícil de concretizar e por isso nem mencionei no meu primeiro e-mail...) foi que eu superaria a minha fobia à cadeira de dentista se eu próprio levasse a minha cadeira. É isto exequível senhor Doutor?
Eu tenho uma cadeirinha de pano que levo para picnics que não me custa nada leva-la se tal me for autorizado.
De seguida gostaria de perguntar o preço da consulta.
O CD que levo é pirata e foi o meu filho que gravou, sabendo eu que a pirataria é crime e que não se pode divulgar em público este tipo de registos queria saber se o Doutor usará uns tampões ou algo que o impeça de ouvir a minha musica durante o tratamento...
Agradeço mais uma vez o facto de estarem a dar a devida atenção ao meu problema.
Mário Dias

Boa Tarde
Poderá trazer o seu CD preferido mas no entanto a opção de trazer a sua
cadeira não é exequível por limitações técnicas inerentes ao tratamento.
O preço do tratamento restaurador por dente é de 45 euros, mas a complexidade de cada caso é individual.
Se necessitar de desvitalizar algum dente, os valores poderão ser mais elevados.
Poderá trazer esse CD sem problemas. Não incomodará o procedimento clínico desde que tocado a um volume razoável.
Com os melhores cumprimentos
Clínicas Pereira

2 comentários:

  1. Oi, João Pinto:

    ADEK deve ser Médica. O João Pinto também é, não? Um abraço,
    Nilredloh

    ResponderEliminar
  2. Virella

    Como diria há muito tempo que não me ria com tanto prazes. desde o dia em que, há muitos anos, ensaboei a curva perto da casa dos meus avós. tantas ambulãncias e bombeiros!

    Por experiência sei que muitas das suas ideias lhe vem à cabeça quando deitado.

    ResponderEliminar