09/12/2009

97:Especial paladares do mundo 1: FRANÇA por jPinto


Boa tarde,
sou Mário Dias e gostaria imenso de visitar o vosso restaurante juntamente com a minha família já que temos muitas saudades de "la cuisine française".
Sou um Português que reside aqui no Brasil a cerca de 200 kms do seu restaurante pelo que queria ter a certeza que a minha deslocação valerá a pena e que no mesmo relembrarei os tempos em que era emigrante em Paris e comia os manjares preparados pelo melhor "chef de cusine" da Rue Jean Jaurès.
Lembro com nostalgia que mal acabava de comer...ficava cheio de fome e ia a correr para a confeitaria comer torradas e croissants.
Deste modo, não me interessa muito o sabor!
O que precisava de saber era se os vossos pratos vêm para a mesa quase vazios, se as doses são devidamente mal servidas à semelhança do que acontece nos grandes restaurantes franceses.
Agradecia resposta breve,
Mário Dias

Bom Dia Mário!
Me perdoe por não usar vossa senhoria, pois nossa casa não é nenhum pouco formal. Esperamos ter o prazer de recebe-los.
Vamos ao que lhe interessa, o chef é francês porém com o coração de brasileiro. Conhece os pratos brasileiros? Fartos de arroz e feijão! Brincadeira!!!
No Bateau Ivre nos esquecemos "nouvelle cuisine" os pratos são realmente fartos, vale a pena viajar 200km, eu viajaria! Sou um pouco responsável pelo cardápio, o meu marido faz e eu aprovo.
Para que tenha certeza dos pratos visite nosso site, há fotos para tirar suas dúvidas.
OBS: horário de atendimento de terça a sábado a partir das 20:00h, é necessário fazer reserva antes pois a casa é pequena bastante solicitada.
Abraços:
Elizete Durand
restaurante le bateau ivre

Bom dia Liz,
agradeço a amável resposta e claro que me pode tratar de uma forma informal (até me poderá fazer uns descontos se lhe apetecer que prometo não levar a mal...)!!!
Eu no meu email não estava a ser irónico, gostava mesmo que me servissem pouca comida!!!Quase nada, para que me lembrasse com exactidão a fome com que saia dos restaurantes Franceses.
Hoje em dia há muito a mania de encher os pratos porque se convencionou estupidamente que o cliente não pode sair com fome do restaurante...ora o restaurante é para uma pessoa ir, comer e ficar naquele ponto exacto em que por um lado até comia muito mais mas por outro já não lhe faltam forças no organismo por escassez de comida.
Se fosse para "matar a fome até mais não" eu ia para uma padaria comer pão que era mais barato!!!
A gula é um pecado mortal, o cliente o pecador e o restaurante o Belzebu que nos incita a cometer o seu pecado preferido.
Claro que os restaurantes Franceses estão fora deste triângulo demoníaco pois apenas 1/4 dos pratos pode ser ocupado com alimento.
Em Portugal temos uma entidade que se chama ASAE que inclusive fecha restaurantes Franceses se não preenchem este requisito.
Liz pedia-lhe então se é possível quando for ao seu restaurante que o chef deixe de lado o coração Brasileiro (até porque o mundial é só para o ano) e que use as suas talentosas mãos Francesas(como o Henry usou no jogo contra a Irlanda) para me confeccionar um prato com pouquíssima comida.
Mais uma vez agradeço a amabilidade e simpatia que demonstrou.
Cumprimentos,
Mário Dias

Olá Mário!
Me desculpe, entendi mal!
No dia 06/12/09 nós preparamos um menu degustação maravilhoso!!!
Servimos 8 pratos, este foi a base de frutos do mar.
Temos várias sugestões, vamos voltar a nouvelle cuisine?
Quando vocês quiserem estamos a disposição, porém, para um menu especial necessita no mínimo 2 dias de antecedência.
Le bateau vous attends, Mérci beaucoup!
Abraços Elizete Durand

2 comentários: