02/12/2009

93:PESSOAS PERDIDAS por jPinto


Boa tarde,
chamo-me Mário Dias, tenho 78 anos e acabo de ver nas noticias que o concelho da Pampilhosa da Serra foi o concelho que perdeu mais pessoas em 2008.
Lamento obviamente essa perda,venho por este meio demonstrar a minha solidariedade e perguntar-lhes algo:
Eu perdi há 1 ano a minha esposa, a Fernanda.
Continuamos sem saber onde está, suspeitando a família Dias que ela se encontra no estrangeiro provavelmente em São Tomé e Príncipe.
Não tenho grandes posses e apesar das autoridades terem feito tudo por tudo para localizar a Fernanda a verdade é que sinto que eu poderia fazer algo mais...
Desta forma e visto que tantas pessoas de Pampilhosa da Serra se perderam o ano passado venho por este meio perguntar-vos se querem fazer uns cartazes em parceria comigo onde constem as fotografias de todas as pessoas que não sabem onde estão do vosso Município e uma fotografia da Fernanda.
Agradeço que me respondam quer no caso de atenderem à minha pretensão, quer não(perceberei perfeitamente se não quiserem misturar o desaparecimento da Fernanda com o das pessoas do vosso Concelho).
Cumprimentos,
Mário Dias

Ex.mo Sr.:
O Sr. deve estar equivocado na perda de pessoas.
Decerto que não estamos a falar do mesmo assunto.
Desertificação não significa perder o paradeiro das pessoas.
Lamentamos a sua perda, mas não será possível ajudá-lo.
Com os melhores cumprimentos,
J.C., Eng.
Vice-Presidente do Município da Pampilhosa da Serra

2 comentários:

  1. Credo homem ia-me dando agora uma coisa por causa do congestionamento da especturação que se acumulou na garganta enquanto me ria e precisava de ar para o fazer.

    Esta está excelente!

    ResponderEliminar