08/09/2009

54:O LEILÃO DO AMOR por jPinto


Boa tarde,
o meu nome é Mário Dias e contacto com a vossa Agência Matrimonial antes de me encontrar com os meus advogados, para saber da viabilidade da minha pretensão.
Sou um eterno romântico, sempre amei e graças a Deus sempre fui amado.
Casei-me cedo porque sempre vivi tudo com muita intensidade e posso dizer que casei com a mulher que amei a minha vida toda.
Os meus dias foram felizes, cheios de momentos de ternura, carinho e compreensão.
Não sei quantos casais podem dizer isto mas eu amei tanto a minha mulher que nunca lhe bati e se ela disser o contrário mente.
Acordar a ser beijado pela mulher que amamos não é uma benesse que Deus conceda a qualquer um e a mim ofertou-me quem eu queria, o que me fez tornar extremamente religioso e crente numa entidade superior:
O Deus do Amor.
Mas vocês destruíram a minha fé, e as minhas convicções religiosas foram mal tratadas pelos vossos excelentes e profissionais serviços.
A minha esposa, pelo que me constatou, contactou-vos e a vocês nem vos interessou saber se ela estava comprometida com alguém ou não porque o vosso Deus, o Deus do Dinheiro provavelmente falou mais alto que o meu.
Ela graças aos vossos serviços ganhou um homem.
E pagou.
Eu graças aos vossos serviços perdi uma mulher.
Pelo que penso ser justo que me paguem.
Deste modo e já que o vosso Cupido corrupto funcionou tão bem só vejo uma de duas soluções:
Ou me pagam o que a minha ex-mulher pagou ou então arranjam-me uma mulher porque estou farto de estar só (obviamente que pagarei o excedente qualitativo em relação à mulher que tinha).
Agradeço resposta,
Mário Dias.

Boa tarde!
Será que a sua mulher se inscreveu na nossa agência?
Duvido muito, pois o Sr. está a dizer que a sua mulher pagou.
Ora a inscrição na agência R. para senhoras é gratuita.
Talvez tenha feito a inscrição noutra qualquer agência,
Lamento
Com os melhores cumprimentos,
R - Agência Matrimonial
96xxxxxxx
Venha ao encontro da sua felicidade

Boa noite,
um misto de emoções é o que sinto neste momento...mas dessas emoções uma delas se eleva em todo o seu esplendor entre as outras:
A felicidade.
Como deve calcular, não tive acesso ao que a minha mulher contratou com vocês e agora que me diz que ela não pagou para arranjar outro homem que me substituísse, a alegria inunda o meu ser e a certeza que afinal ela nunca deixou de me amar confirma-se.
Afinal quem pagou para que ela terminasse o santo matrimónio foi outro homem, que tratarei carinhosamente ao longo deste email como Judas do Amor, tratando-se isto aqui que vocês fazem um camuflado leilão de mulheres.
Posto isto eu queria perguntar ao Senhor da Agência Matrimonial (que não sei como se chama porque certamente se esqueceu de assinar a sua missiva) e aproveitando a onda de simpatia e profissionalismo que já demonstrou ter, quando me pretende receber?
É que eu pago o triplo do que o Judas do Amor pagou para que vocês façam a minha mulher voltar para casa.
Posso passar amanhã na vossa agência? Quanto dinheiro necessito levar?
Já agora se ela voltar para mim e ele subir a parada, gostava de saber se me podem dizer com antecedência dessa atitude do Judas do Amor porque eu vou cobrir sempre aquilo que ele der e assim é desnecessário ela andar sempre a fazer e a desfazer malas...
Cumprimentos de quem vai sempre licitar mais alto no leilão do amor,
Mário Dias

Bom dia, Sr. Mário Dias!
Podemos marcar entrevista para hoje. Ligue 969xxxxxx a agência fica em Lisboa
Na verdade nem lhe posso dizer se a sua mulher esteve inscrita na nossa agência ou não.
Para tal tinha que saber o nome da Sra.
Ligue e marque.
R.

21 comentários:

  1. "...nunca lhe bati" - parece um daqueles homens rudes do campo! hehehehehe

    ResponderEliminar
  2. LLLLLLLLLOOOOOOOOOOLLLLLLLLL
    Tu tens cada ideia. Uma mais genial do que a outra.

    ResponderEliminar
  3. Devolvam lá a mulher ao senhor, ainda por cima ele paga bem ;P

    ResponderEliminar
  4. Se calhar o q ela tinha falta era de porrada naquele "lombo"...(lol)

    ResponderEliminar
  5. Epá, excelente!
    Loooooool.

    Qualquer dia iam para o Ebay para aumentar o leque de licitadores.

    ResponderEliminar
  6. Como sempre quando se fala em dinheiro o caso muda logo de figura.

    Tens uma prendinha no meu blog!

    ResponderEliminar
  7. O que um pouco de cálcio amais consegue fazer!

    Gosto do texto e do teu poder imaginativo.

    ResponderEliminar
  8. O que um pouco de cácio a mais é capaz de produzir.
    Gostei do texto e da tua imaginação fértil.

    ResponderEliminar
  9. que raio de história:)

    e onde estão os valores ??
    dinheirinho

    nem sabia que estas coisas se passavam assim

    tembém gostei do "nunca lhe bati..." loool
    é um homem a não perder!!

    bjs
    teresa

    ResponderEliminar
  10. Cada um melhor que outro! Gostei em particular do "nunca lhe bati"... lindoooo!

    ResponderEliminar
  11. Lol Realmente faço dos comentarios acima minhas palavras, tens umas idéias explêndidas lol
    Adoro o blog! Parabéns

    beijos
    Chayani

    ResponderEliminar
  12. LOOL

    descreves cada situação mais insólita, que não lembra a ninguém mesmo, genial :)

    ResponderEliminar
  13. Xiiii!Fã!

    Com cada ideia mais improvável!Muito bom sim senhor!;)

    ResponderEliminar
  14. Quando se fala em dinheiro é outra coisa

    ResponderEliminar
  15. absolutamente...

    tens ideias porreiras..

    ResponderEliminar
  16. "Cumprimentos de quem vai sempre licitar mais alto no leilão do amor"

    lol. Muito bom! Descobri agora este blog por acaso e quero dar os parabéns!

    ResponderEliminar
  17. Acho incrivelmente romantico o facto de seres 'quem vai sempre licitar mais alto no leilão do amor' *.* Por favor, da-me o teu contacto para que te possa pedir em casamento. Mas dá-mo num espaço de 15 minutos porque depois tenh que ir dormir.

    ResponderEliminar
  18. será que o Mario Dias de hoje ainda mantem o mesmo pensamento que tinha em setembro de 2009??já agora...será que o amor tem preço?(se calhar deve ser esse o meu problema,sou pobre hehe)..
    Realmente, Homens assim já não se Vê por aí- Bem haja o mundo virtual.

    ResponderEliminar